Skip to content

Uma prosa sobre o ensaio do Mercador

agosto 26, 2009
Mercadante em seu discurso

Mercadante em seu discurso

Eu jurava ter visto um pequeno feixe de luz em meio as trevas do Senado. Aloizio Mercadante, que é líder do PT no Senado desde janeiro, ficou de bico, porque Sarney foi “absolvido”. E berrou e chorou. Disse que iria sair da liderança, ia revolucionar o partido. Deu um ataque, de forma irrevogável, ainda por cima. Depois que as coisas acalmaram, o chefe (Lula) foi dar uma palavrinha com seu amigo Aloizio. O mais engraçado (palavra correta?) é que Mercadante recuou! Ah, claro. Lulinha poderia tê-lo sugerido revolucionar sem escândalo, sendo líder do PT no Senado, sendo mais um representante da falta de ética dentro daquele inferno. Mas eu não acredito e não ponho minha mão no fogo nem por um, nem por outro. Afinal, o mundo gira, operário vira patrão, comunista vira um porquinho cheio de dinheiro e quem quer revolucionar acaba sendo comprado e virando financiador de ‘falcatruas’. Cuidado com o que diz, já dizia minha mãe. O povo não esquece o que o fere. É mundo, vamo que vamo.

  • Leia mais

G1.globo

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: